• Home »
  • Diversos »
  • Gincana do Caminhoneiro – 3ª etapa – Apesar da chuva, caminhoneiros lotam etapa de Ponta Grossa

Gincana do Caminhoneiro – 3ª etapa – Apesar da chuva, caminhoneiros lotam etapa de Ponta Grossa

Na sexta-feira, dia 6 de outubro, a prova foi interrompida pouco antes das 16h. Chuva, vento e até granizo. No sábado, por conta da chuva da madrugada, a competição só começou às 11h15 e, no domingo, às 9h05. Ainda assim, caminhoneiros de várias regiões do País comparecem em massa.

09/10/2017 – Os caminhoneiros Ivaldo Fernandes Lima Oliveira, o Guinho, de Araucária/PR, com tempo de 21s764, o jovem Walmir Vidolin, de Campina Grande do Sul/PR (22s066) e o veterano Alberto Sakai, de Bauru/SP (22s182) venceram a 3ª etapa da Gincana do Caminhoneiro, na cidade de Ponta Grossa, realizada entre os dias 6 e 8 de outubro. Agora já são 11 caminhoneiros classificados para a final da gincana que acontece no dia 26 de novembro, em Itajaí, SC, valendo uma caminhão Iveco Tector 0 KM.

Eles se juntam aos quatro classificados da 1ª etapa, de Cuiabá/MT, Lucio Marcio Goldin (Arapongas/PR), Dionísio Locks (Lucas do Rio Verde/MT), Leonel Aguillar Faria (Alvares Machado/SP) e Airton Borges de Andrade Junior (Arapongas/PR), e aos caminhoneiros Alessandro Mileski, de Reserva/PR, Marcelo Vilanez Sant´Ana, de Galia/SP, Joaquim Veríssimo (São Luís/MA) e Manoel Veríssimo (Paço do Lumiar/MA), que superaram seus adversários em Jacupiranga/SP.

Agora a Gincana do Caminhoneiro 2017 tem mais nove vagas para a final em Itajaí, SC, no dia 26 de novembro. As próximas etapas classificatórias acontecem em Linhares, ES, nos dias 27 a 28 de outubro; em Betim, MG, de 10 a 12 de novembro; e a última em Itajaí, nos dias 23 a 25 de novembro.

De olho nos cones e na chuva – A 3ª etapa da Gincana do Caminhoneiro, em Ponta Grossa, PR, recebeu um grande número de caminhoneiros, vindos de várias regiões do País, mas em especial do Paraná e de Santa Catarina. “Gincaneiros” famosos, de Colombo, Curitiba, Araucária, Arapongas, Ibicaré, São José, entre outras cidades, prestigiaram o evento, de olho na arena, de asfalto e curta pista, a distância entre cones, mas principalmente na chuva.

Na sexta-feira, 6, por volta das 16h, chuva, vento e granizo interromperam a competição, quando caminhoneiros experientes já estavam concentrados e prontos para o embate. Alguns acabaram realizando os testes de slalom no sábado, dia 7, mas a maioria deixou para o domingo, para quando o serviço de meteorologia prometia menos chuva. Somente no domingo, depois das 12h, na ordem, Ivaldo Oliveira, Walmir Vidolin e Alberto Sakai conseguiram a classificação.