Cross Brasil

Quebra de rolamento tira Lucas Foresti da corrida de Tarumã

Em rodada conturbada as corridas tiveram a largada com mais de cinco horas de atraso

Neste fim de semana a Stock Car Brasil realizou no autódromo de Tarumã, em Viamão, no Rio Grande do Sul, a décima rodada do ano. Na tradicional pista gaúcha os pilotos tiveram dois dias de tempo aberto e pista seca para ajustarem os seus carros. Mas, no domingo, quando seriam realizadas as provas, a chuva não deu trégua e se tornou a principal determinante das duas corridas.

Competindo no carro #12 da equipe RC3 Bassani o piloto Lucas Foresti (CVC | Prettynew | BRB – Banco de Brasília) teve um fim de semana de muito aprendizado. Sem nunca ter andado no desafiador circuito, Lucas não se intimidou diante dos adversários com vários anos de experiência na pista. Aproveitando-se do treino extra da sexta-feira, aberto para que os competidores se familiarizassem com a nova chicane após a curva dois, Lucas teve tranquilidade e aos poucos foi melhorando suas marcas.

No treino extra, que teve a duração de 20 minutos, ele registrou a marca de 1m12s764. No primeiro treino livre, ainda na sexta-feira, sua melhor volta ficou com 1m11s957, ou seja, oito décimos mais veloz. No segundo treino livre, já na manhã de sábado, Foresti seguiu melhorando. Mesmo sem ter andado muito, para que a equipe fizesse testes de setup, Lucas registrou o que seria a sua melhor marca do fim de semana, com 1m10s788, mais de um segundo mais veloz que no treino anterior.

Animado ele seguiu para a tomada de tempos, mas, as condições da pista pioraram um pouco não deixando-o extrair o melhor desempenho do seu carro. Assim, ele conseguiu apenas um lugar na 16ª fila do grid, desenando-se assim um prognóstico de recuperação para as corridas.

Ao chegar ao autódromo na manhã de domingo, então, a chuva se fazia presente desde a noite anterior. A corrida preliminar, do Brasileiro de Turismo, foi interrompida após alguns acidentes e, com isso, a organização postergou a largada por mais de cinco horas, soltando boletins a cada 30 minutos.

Pouco depois das quatro da tarde, com a pista ainda molhada, mas sem chuva, foi autorizada a largada. Foresti, com um bom ritmo, começou a ganhar espaço ainda na primeira volta. Sem desanimar ele foi escalando o pelotão, pouco a pouco. Lembrando-se de seus tempos na F3 Inglesa, em que competiu muito com a pista húmida, Lucas registrava voltas no ritmo dos cinco primeiros. Nos últimos dez minutos da primeira prova o traçado passou a secar rapidamente e, com isso, os tempos de voltam a subir. Lucas, que a esta altura já era o 12º colocado, passou então a perder posições para os adversários que já haviam trocado os pneus. Ele seguiu na pista até a penúltima volta quando, então, foi obrigado a colocar os pneus slicks para a segunda prova perdendo várias posições e recebendo a bandeirada no 29º lugar.

A segunda corrida foi bastante tumultuada. Lucas novamente se recuperava bem, mas, duas entradas do carro de segurança em uma corrida de apenas 20 minutos o impediram de avançar mais. Fora isso, a duas voltas para o final, o rolamento da roda dianteira direita se rompeu fazendo com que o carro perdesse os freios e, com isso, Foresti acabou saindo da pista e batendo levemente na barreira de pneus.

“Foi um fim de semana difícil, mas, de muito crescimento. Nosso time esteve unido e trabalhando sempre em cima das minhas informações e da troca de experiências. Agradeço muito ao empenho de todos. Infelizmente tive nesta décima etapa a minha primeira quebra da temporada, mas, são coisas do esporte. Vamos com a cabeça erguida para a Bahia em busca de bons resultados em minha primeira corrida de turismo em um traçado de rua”, comentou o piloto de 22 anos.

Acompanhe a carreira de Lucas Foresti através de sua web-site. Notícias, galerias de fotos e vídeos, calendário, live-timing das corridas e muito mais. Siga o piloto também através das redes sociais no Facebook e Twitter. Acesse: www.lucasforesti.com.br

Leave a Comment

TV Cross Brasil

No Banner to display