Equipe de Alphaville, Bianchini Rally/Power Husky, terá três pilotos do Dakar 2019 no Sertões


Bianchini Rally


Rally

 

São Paulo, 12 de agosto de 2019 – Encarar aproximadamente 4.800 quilômetros do maior e mais desafiador rali do Brasil é um privilégio para os apaixonados por aventura e superação. Somente quem já participou do Rally dos Sertões pode mensurar a emoção de cruzar a rampa de chegada com o dever cumprido. É com esse objetivo e muito mais que a equipe de Alphaville, Bianchini Rally/Power Husky, está nos preparativos finais para a 27ª edição que acontecerá, a partir do dia 24, em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, e termina em 1º/9 em Aquiraz, no Ceará.

A equipe contará nesta edição com três pilotos que competiram o Dakar 2019. O gaúcho Marcos Colvero, o paranaense Lincoln Berrocal e o piloto de Montevideo (URG) Javier Fernandes. Multicampeão dos ralis no Uruguai, Fernandez, 51 anos, tem no currículo cinco participações no Dakar e vem para o Brasil para o seu sétimo Sertões, o terceiro na equipe, desta vez nos UTVs, a categoria que mais cresce no grid nacional nesta década. Para encarar o novo desafio com um UTV Can-Am Maverick X3, convidou Colvero, 48 anos, que por sua vez, estreia na função de navegador e na categoria, pois todas as participações anteriores foram nas motos. Esta edição marca, ainda, o retorno do curitibano Berrocal ao grid. Desde 2003 estava afastado da prova e tem em 2019 um ano que ficará para a sua trajetória, pois aos 60 anos estreou no Dakar e volta a acelerar sua moto no Sertões.

“Estou muito feliz por voltar ao Sertões e também em uma equipe profissional. Em 2003 não tinha experiência e trouxe apenas um amigo mecânico. Chegávamos das etapas e não tínhamos onde dormir e nem onde comer, foi um perrengue, mas terminei em 11º na geral das motos. Agora será tudo diferente”, explica Berrocal que competirá na categoria Over 45 com uma KTM 450 Réplica e é bicampeão brasileiro e multicampeão Paranaense de Rally Cross Country.

Quem também disputará a mesma categoria de Berrocal será Pereira, conhecido no off-road como Indião ou Índio. Esportista do mar – surfista e velejador de windsurfe – nas horas vagas, o piloto segue para a 10ª participação na competição – foram oito de moto e em 2018 foi nos UTVs – e pilotará sua KTM 450 Réplica, apelidada de “Grande Cavalo Branco”. “É no rali que estão meus melhores amigos e a Bianchini Rally é uma família para mim e lá se vão 10 anos juntos no Sertões. Depois de uma experiência incrível como navegador nos UTVs, com meu amigo Fabrício Bianchini, retorno esse ano para as motos e com o mesmo foco, o de completar a prova e, ainda ser recebido pela minha esposa e filho na chegada em casa”, diz o competidor de 47 anos, morador de Fortaleza.

Piloto de Alphaville segue para a 4ª participação nos carros – Movido a desafios e adrenalina e com uma trajetória de 25 anos nas motos, 16 participações no Sertões (13 nas motos, três nos carros e uma nos UTVs), o piloto de Alphaville, Fabrício Bianchini, competirá como navegador na categoria carros. “Já naveguei dois anos para o Rodrigo Terpins e depois pilotei o mesmo T-Rex com o Caio Santos (navegador),uma experiência incrível terminar em 6º na geral na minha estreia como piloto. Agora vou conhecer a máquina da X Rally Team, a Ford Ranger (T1-Brasil), navegando para o Fernando Rosset”, avisa Bianchini. Empresário e morador da região dividirá os dias na prova também no comando de sua equipe. “Muito bom ter três amigos que competiram no Dakar conosco, receber o Lincoln pela primeira vez na nossa equipe, fora o meu irmão Indião que retorna para as motos. Será uma edição com um roteiro raiz como antigamente e promete ser muito divertida e cheia de desafios como gostamos”, finaliza o competidor de 39 anos, Campeão Brasileiro de Rally Baja 2018 (Production Aberta).

História da equipe – Nasceu em 2005 quando Fabrício Bianchini decidiu montar a sua própria equipe em Barueri/SP. Dois anos depois, com patrocínio do Grupo Infinity Bio Energy, juntamente com o piloto Marcos Finato, desenvolveram as primeiras motos de rali a álcool no Brasil. Pioneira com o projeto tornou-se a primeira equipe Carbon Free do Sertões. Entre 2007 e 2010 se chamou Infinity Rally Team, mas a partir de 2012, passou a adotar o nome Bianchini Rally. Nas edições de 2007 e 2008 foi premiada como Melhor Equipe do Rally dos Sertões. Pela tradição e profissionalismo conquistados, o time trabalha com pilotos campeões do segmento duas rodas no Sertões, Campeonatos Brasileiros de Rally Cross Country e de Rally Baja.  Nos carros, entre 2013 e 2016, a equipe disputou a Mitsubishi Cup. Em 2018 o UTV entrou na equipe com Bianchini e Indião. Em  2019  mais uma boa novidade chegou para marcar a trajetória da equipe, desta vez, com a parceria com Husqvarna Motorcycles Brasil/Power Husky, tradicional marca de origem sueca conhecida pela alta performance de suas motocicletas. Assim, passou a se chamar Bianchini Rally-Power Husky e o time vem conquistando pódios no Campeonato Brasileiro de Rally Baja.

Mais informações no site www.bianchinirally.com.br e também na página da equipe no facebook.com/equipebianchinirally 

A Bianchini Rally conta com os apoios da Shiro, Borilli, Óculos 100%, O Mundo de Maria, Bull Sertões Rally Team, Vedacit e Rede Petrolam.

Roteiro Sertões 2019 – 24/8 a 1º/9

24/08 – Prólogo – Campo Grande/MS

1ª etapa – 25/08
Campo Grande – MS/ Costa Rica – MS

Trecho Cronometrado– 415km
Total: 487km

2ª etapa – 26/08
Costa Rica – MS/ Barra do Garças – MT

Trecho Cronometrado – 530km
Total: 639km

3ª etapa – 27/08
Barra do Garças – MT/ São Miguel do Araguaia – GO
Trecho Cronometrado – 420km
Total: 727km

4ª etapa – 28/08
São Miguel do Araguaia – GO/ Porto Nacional – TO
Trecho Cronometrado – 277km
Total: 571km

5ª etapa – 29/08
Porto Nacional – TO/ São Félix do Tocantins – TO
Trecho Cronometrado – 300km
Total: 435km

6ª etapa – 30/08
São Félix do Tocantins – TO/ Bom Jesus – PI
Trecho Cronometado – 540km
Total: 542km

7ª etapa – 31/08
Bom Jesus – PI/ Crateús – CE

Trecho Cronometrado – 320km
Total: 941km

8ª etapa – 01/09
Crateús – CE/ Aquiraz – CE
Trecho Cronometrado – 30km
Total: 405km

Assessoria de Imprensa – Bianchini Rally/Power Husky
MSuzuki Comunicação
Mércia Suzuki – cel. 11 99705-7720
mercia.suzuki11@gmail.com
www.msuzukicom.com.br

 

Bianchini e o uruguaio Fernandez, na largada do Dakar no Peru

(Divulgação)

Atual Campeão Brasilieiro de Rally Baja, piloto de Alphaville irá nos carros

(Virgílio Cruz/PhotoAction)

Aos 60, Berrocal retorna ao grid do Sertões no mesmo ano que fez o Dakar

(Vinícius Branca/Fotop)

Após o Dakar nas motos, Colvero vai estrear nos UTVs nessa edição

(Ricardo Leizer/Fotop)

O cearanse “Índio” segue para o décimo Sertões e nas motos

(Marcelo Machado/Fotop)

Fernandez fará dupla com o gaúcho Colvero nos UTVs

(Gustavo Epifânio/Fotop)



Após o Dakar em janeiro, os brasileiros Marcos Colvero e Lincoln Berrocal e o uruguaio Javier Fernandez encaram a maior prova off-road do país. Já o cearense Adhemar Pereira “Índio” segue para a sua 10ª participação. A 27ª edição será de 24/8 a 1º/9 entre MS e CE



Com Husqvarna, quatro pilotos da equipe subiram ao pódio em Lençóis Paulista. Montemor (FE 501) vence na Marathon, seguido de Peduti (TE 300) e Carvalho, em 3º (FE450). Já Bianchini foi o mais rápido dos sete: 2º na Production Aberta e 4º na geral com a FE 501



Com Huqvarna, cinco pilotos da equipe sobem ao pódio em Lençóis Paulista. Montemor (FE 501) vence na Marathon, seguido de Peduti (TE 300) e Cardoso, em 3º (FE450). Já Bianchini foi o mais rápido dos sete: 2º na Production Aberta e 4º na geral com a FE 501



Bianchini foi 2º na Production Aberta e 4º na geral, já Montemor fez o 1º tempo na Marathon e Menuzzo 1º na Regional. Rally de Inverno é a 4ª prova do Brasileiro de Rally Baja