Stock Car: Pódio bate na trave, e Rafael Suzuki conquista dois ótimos resultados em Curvelo

Piloto da Cavaleiro Sports vinha tranquilamente em 3º lugar na corrida 2, mas foi prejudicado por falha do motor na última volta, terminando em 5º lugar. Com um top-10 também na corrida 1 e 24 pontos somados, Suzuki subiu para 13º no campeonato

O Autódromo de Curvelo trouxe resultados muito positivos para Rafael Suzuki. Palco da 6ª etapa do campeonato, o circuito mineiro foi o cenário do mais consistente fim de semana do piloto da Cavaleiro Sports na categoria, onde Suzuki andou entre os 10 melhores em todas as sessões e se encaminhava com segurança para seu primeiro pódio na Stock Car, após largar na primeira fila na corrida 2. Porém, um problema na bomba de combustível fez com que o piloto perdesse duas posições na última volta, cruzando a linha de chegada em 5º – mesmo assim, repetindo seu melhor resultado neste ano, que havia sido em Santa Cruz do Sul.

Desde as primeiras atividades na etapa, Suzuki demonstrou forte desempenho, com o 9º lugar geral no treino 1 e o 5º lugar no treino 2. Na classificação de sábado, o piloto do carro #8 passou ao Q2 em 13º e depois melhorou ainda mais seu tempo, ficando com a 7ª posição entre os 30 pilotos do grid, a apenas 0.026s de passar para o Q3, que concentra os seis melhores.

Neste domingo, com altas temperaturas e arquibancadas lotadas no circuito do interior mineiro, Rafael fez uma primeira corrida muito boa, com ritmo igual ao dos ponteiros, e completou as 26 voltas com o 9º lugar. Assim, pela regra de inversão dos 10 primeiros colocados, Suzuki largou na primeira fila, no 2º lugar, para a segunda prova do dia.

Na corrida 2, Suzuki perdeu uma posição para Thiago Camilo na largada, mas se estabeleceu na 3ª posição com uma ótima performance, mesmo após a parada para reabastecimento. Porém, faltando oito voltas para o fim, um problema na bomba de combustível começou a prejudicar Suzuki, que mesmo assim se encaminhava para subir ao pódio. Mas na última volta, uma falha maior fez com que o piloto perdesse posições para Átila Abreu, que estava 3 segundos atrás, e Felipe Fraga, cruzando a linha de chegada em 5º lugar.

Com os dois ótimos resultados, Rafael Suzuki somou 24 pontos para o campeonato e subiu novamente na classificação geral, onde ocupa a 14ª posição, empatado com o 13º. A sétima etapa da Stock Car, que marca o início da segunda metade da temporada, acontece entre os dias 4 e 6 de agosto, no Autódromo Velo Città, em Mogi-Guaçu (SP), um circuito inédito na categoria.

Rafael Suzuki:

“Foi um fim de semana de muitas emoções. Conseguimos o 7º lugar na classificação e isso foi muito importante. O 9º lugar na corrida 1 já havia sido um bom resultado, mas sabia que o carro estava muito competitivo. Na corrida 2, consegui abrir uma vantagem segura e estávamos trazendo o resultado para casa, nosso primeiro pódio na Stock Car, mas depois do pit-stop o motor começou a falhar muito, e não deu pra segurar, mas ainda consegui terminar em 5º. Ficou um sabor amargo, mas ao mesmo tempo fiquei muito satisfeito com nossa performance, pois andamos sempre no top-10 e isso mostra que estamos no caminho certo, além de ter subido de novo no campeonato. Vamos animados para a segunda parte da temporada, nossa hora vai chegar logo!”

Resultado da Corrida 2:
1. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – 30 voltas em 42min27s709
2. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 2s448
3. 51 Átila Abreu (Shell Racing) – a 7s337
4. 40 Felipe Fraga (Cimed Racing Team) – a 8s977
5. 8 Rafael Suzuki (Cavaleiro Sports) – a 10s224
6. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 10s308
7. 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 11s799
8. 0 Cacá Bueno (Cimed Racing) – a 12s915
9. 65 Max Wilson (RCM Motorsport) – a 12s923
10. 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 13s183
11. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 16s215
12. 5 Denis Navarro (Cimed Racing Team) – a 16s683
13. 25 Tuka Rocha (RCM Motorsport) – a 28s515
14. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 30s133
15. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 33s158
16. 73 Sergio Jimenez (Bardahl Hot Car) – a 33s717
17. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 36s152
18. 44 Betinho Valério (Hero Motorsport) – a 41s118
19. 117 Guilherme Salas (Vogel Motorsport) – a 50s509
20. 3 Bia Figueiredo (Full Time Academy) – a 1min02s560
21. 28 Galid Osman (Ipiranga Racing) – a 1min02s835
22. 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) – a 1min07s610
23. 31 Marcio Campos (Blau Motorsport) – a 5 voltas
24. 9 Guga Lima (Bardahl Hot Car) – a 7 voltas
Não completaram 75% da prova
25. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 11 voltas
26. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 11 voltas
27. 18 Allam Khodair (Full Time Sports) – a 12 voltas
28. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Sports)
29. 70 Diego Nunes (Hero Motorsport)
30. 12 Lucas Foresti (Full Time Academy)

Resultado da Corrida 1:
1. 40 Felipe Fraga (Cimed Racing Team) – 41min56s996
2. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 1s610
3. 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC)* – a 2s597
4. 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 2s607
5. 65 Max Wilson (RCM Motorsport) – a 5s548
6. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 6s668
7. 0 Cacá Bueno (Cimed Racing) – a 7s314
8. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 7s679
9. 8 Rafael Suzuki (Cavaleiro Sports) – a 8s221
10. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – a 8s468
11. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Sports) – a 8s813
12. 51 Átila Abreu (Shell Racing) – a 9s643
13. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 10s098
14. 18 Allam Khodair (Full Time Sports) – a 10s607
15. 5 Denis Navarro (Cimed Racing Tesam) – a 11s583
16. 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) – a 12s439
17. 117 Guilherme Salas (Vogel Motorsport) – a 12s999
18. 73 Sergio Jimenez (Bardahl Hot Car) – a 13s573
19. 25 Tuka Rocha (RCM Motorsport) – a 15s455
20. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 16s515
21. 31 Marcio Campos (Blau Motorsport) – a 28s376
22. 9 Guga Lima (Bardahl Hot Car) – a 31s419
23. 3 Bia Figueiredo (Full Time Academy) – a 1 volta
24. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 1 volta
25. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 6 voltas
26. 44 Betinho Valério (Hero Motorsport) – a 7 voltas
Não completaram 75% da corrida
27. 28 Galid Osman (Ipiranga Racing) – a 12 voltas
28. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 13 voltas
29. 70 Diego Nunes (Hero Motorsport) – a 24 voltas
30. 12 Lucas Foresti (Full Time Academy)

Classificação do campeonato após seis etapas:
1. Daniel Serra (Eurofarma RC) – 178 pontos
2. Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – 157
3. Max Wilson (RCM) – 148
4. Átila Abreu (Shell Racing) – 136
5. Ricardo Maurício (Eurofarma RC) – 129
6. Felipe Fraga (Cimed Racing Team) – 123
7. Rubens Barrichello (Full Time Sports) – 121
8. Cacá Bueno (Cimed Racing) – 115
9. Marcos Gomes (Cimed Racing) – 106
10. Julio Campos (Prati-Donaduzzi) – 75
11. Ricardo Zonta (Shell Racing) – 74
12. Gabriel Casagrande (Vogel) – 66
13. Vitor Genz (Eisenbahn) – 61
14. Rafael Suzuki (Cavaleiro Sports) – 61
15. Valdeno Brito (Eisenbahn) – 59
16. Tuka Rocha (RCM) – 57
17. Guilherme Salas (Vogel) – 46
18. Allam Khodair (Full Time Sports) – 44
19. Cesar Ramos (Blau Motorsport) – 43
20. Diego Nunes (Full Time Bassani) – 43
21. Felipe Lapenna (Cavaleiro Sports) – 40
22. Galid Osman (Ipiranga Racing) – 36
23. Lucas Foresti (Full Time Academy) – 34
24. Denis Navarro (Cimed Racing Team) – 33
25. Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi) – 29
26. Bia Figueiredo (Full Time Academy) – 22
27. Marcio Campos (Blau Motorsport) – 21
28. Betinho Valério (Full Time Bassani) -18
29. Sergio Jimenez (Bardahl Hot Car) – 17
30. Guga Lima (Bardahl Hot Car) – 14
31. Beto Monteiro – 9

Leave a Comment

TV Cross Brasil

No Banner to display