Desafio Fenajeep promete adrenalina. Você vai encarar?

Poderia ser a condição do jeep, o tamanho do pneu, a técnica do piloto, o fôlego do Zequinha. Mas, na verdade, o principal requisito para se inscrever no Desafio Fenajeep é ter nervos de aço. Quem prepara a prova na edição de 2017 é o diretor de competição do Desafio Fenajeep, Charles Macedo, que desde o início da década de 1990 vive com este espírito de aventura. Hoje ele é responsável pelo Desafio do Jeep Clube de Itajaí e do TransCatarina Adventure. Então, caro piloto, prepara o coração, porque a pista vai ficar quente!

“O Desafio Fenajeep é para os corajosos de plantão, aqueles que vivem com o espírito de adrenalina. Eles têm coragem suficiente para transpor obstáculos e não se sentem inseguros na hora de colocar seus Jeeps à prova. Estes são os principais requisitos para quem pretende se inscrever”, conta Charles.

Mas, na verdade, ser apenas destemido não basta! O piloto precisa estar preparado e ter ao lado um Zequinha atento e concentrado. O Jeep também precisa estar equipado, sobretudo com tração 4×4, guincho e pneus preparados. Dentro da prova há três categorias: Stock, para pneus de até 36 polegadas; Master, para pneus até 39.9 polegadas e Força Livre, para pneus acima de 40 polegadas.

“Este ano haverá as tradicionais manilhas, caixa de ovo, os paredões, buracos com lama, partes inclinadas. Será uma prova com alto grau de dificuldade para que se prevaleça a técnica e o trabalho em equipe. Piloto e Zequinha terão que trabalhar juntos e em sincronia, de forma a transpor os obstáculos da melhor maneira possível”, adianta Charles.

Segundo ele, com a prova já definida, resta a expectativa para o inicio das inscrições, em 2 de maio. O limite é de 40 jeeps em cada categoria.

“Nosso objetivo é manter o nível, ter uma excelente organização e proporcionar uma boa prova para todos. Faz pouco tempo que participei do Desafio Arapongas e, por onde andei, fui abordado por curiosos, já interessados e saber como funcionária o Desafio Fenajeep. Posso dizer que vai ser difícil e extremamente organizada. Sou chato, metódico e posso garantir que toda a equipe está empenhada para ver o Desafio Fenajeep rodar”, adverte Charles.

O diretor de competição do Desafio Fenajeep garante que a prova será “descontraída, alegre e com espírito de aventura”. O que isso significa na prática? Só acelerando o motor do jeep para saber…

A experiência

São 26 anos de envolvimento com o universo jipeiro. Tempo suficiente para conhecer cada canto e cada prova realizada por este país. Charles Macedo é responsável pelo Desafio do Jeep Clube de Itajaí e, há sete anos, pelo TransCatarina Adventure, na categoria de trilha radical.