GP2: Negrão sai em 11º na Rússia; Lynn leva a pole

Brasileiro anda bem no molhado e chega a liderar qualifying em Sochi

O paulista André Negrão ficou mais perto da volta à zona de pontos na Fórmula GP2 ao garantir a 11ª posição no grid da abertura da rodada dupla do GP da Rússia, o 9º e antepenúltimo da temporada. Como os 10 primeiros pontuam, o piloto da Arden International espera ao menos repetir o melhor resultado do ano, conquistado no Bahrein em abril, onde terminou em 8º e 9º lugares. O inglês Alex Lynn, test driver da Williams, não tomou conhecimento da disputa entre o belga Stoffel Vandoorne (ART GP) e o americano Alexander Rossi (Racing Engineering), únicos ainda na briga pelo título, e os superou para assegurar sua segunda pole na categoria.

Realizada 30 minutos depois dos treinos livres da Fórmula 1, a sessão classificatória em Sochi também encontrou a pista molhada. Mas as condições foram melhorando e a definição só ocorreu com o cronômetro praticamente fechado. Negrão deixou uma ótima impressão na metade inicial, quando comandou a lista dos 24 pilotos. “Depois que começou a secar, o carro começou a sair muito de traseira e não havia mais tempo para ajustar”, explicou.

A situação climática adversa, no entanto, acabou compensando a desvantagem de potência do motor que Negrão vem levando há várias provas. “Aqui, o buraco é de quatro décimos de segundo. Se já não está bom, fico só pensando como será nas corridas finais no Bahrein e em Abu Dhabi”, comentou. A chuva também impediu uma avaliação mais precisa dos dois compostos de pneus oferecidos às equipes. “Ainda não tomamos a decisão, mas a tendência é iniciar com os macios”, disse Negrão.

A largada da primeira bateria está marcada para as 10h40 deste sábado, com transmissão ao vivo pelo SporTv.

O grid ficou assim:

1 – Alex Lynn – DAMS – 2’01″840
2 – Stoffel Vandoorne – ART – 2’01″878
3 – Alexander Rossi – Racing Engineering – 2’02″141
4 – Pierre Gasly – DAMS – 2’02″385
5 – Arthur Pic – Campos – 2’02″450
6 – Johnny Cecotto – Trident – 2’02″690
7 – Raffaele Marciello – Trident – 2’02″709
8 – Richie Stanaway – Status – 2’02″998
9 – Norman Nato – Arden – 2’03″133
10 – Sergey Sirotkin – Rapax – 2’03″223
11 – André Negrão – Arden – 2’03″382
12 – Nobuharu Matsushita – ART – 2’03″519
13 – Rio Haryanto – Campos – 2’03″523
14 – Jordan King – Racing Engineering – 2’03″622
15 – Nicholas Latifi – MP – 2’03″731
16 – Marlon Stockinger – Status – 2’03″751
17 – Artem Markelov – Russian Time – 2’04″004
18 – Mitch Evans – Russian Time – 2’04″072
19 – Dean Stoneman – Carlin – 2’04″093
20 – Nathanael Berthon – Lazarus – 2’04″658
21 – Rene Binder – MP – 2’04″994
22 – Sergio Canamasas – Lazarus – 2’04″998
23 – Robert Visoiu – Rapax – 2’05″784
24 – Sean Gelael – Carlin – 2’08″361

Leave a Comment

TV Cross Brasil

No Banner to display