Balanço do GP da Inglaterra

Daniil Kvyat, piloto da Infiniti Red Bull Racing Daniil Kvyat, conquistou a 6ª posição neste disputadíssimo GP da Inglaterra. Tendo partido ao encalço de Valtteri Bottas ao final da corrida, o piloto russo não teve tempo suficiente para conseguir uma ultrapassagem e roubar a 5ª posição.

• Tendo largado em sétimo, Kvyat lutou para se manter entre os 10 primeiros durante a corrida. Com a chegada da chuva, ele se manteve na pista o máximo possível, apresentando uma performance espetacular em condições instáveis. Durante as últimas voltas, o piloto russo partiu para cima de Bottas, com uma diferença de apenas dois segundos por volta. Ao cruzar a linha de chegada, Kvyat estava praticamente colado nas rodas do finlandês.

• Seu companheiro na equipe Infiniti Red Bull Racing Daniel Ricciardo teve que abandonar, devido a um problema elétrico durante a volta de número 22.

• O piloto da Escuderia Toro Rosso Max Verstappen abandonou na terceira volta, depois de ter saído da pista. Seu companheiro de equipe Carlos Sainz foi imobilizado na volta 31, devido a um problema elétrico que está sendo investigado.

Comentários de Rémi Taffin, Diretor de Operações:
“Foi uma corrida emocionante para os fãs, mas frustrante do nosso ponto de vista. Daniil [Kvyat] teve uma excelente performance e terminou a menos de um segundo do quinto lugar. O conjunto carro e motor teve um bom desempenho e se adaptou perfeitamente às condições instáveis – e traiçoeiras – da pista. Daniel abandonou depois de um problema elétrico no ERS e agora vamos averiguar o que aconteceu exatamente. Tentamos fazer várias “resetagens” durante a corrida, mas nenhuma deu certo, obrigando o carro a abandonar a prova. Já no caso da Toro Rosso, é uma pena que Carlos e Max não tenham conseguido obter bons resultados após o potencial apresentado durante todo o fim de semana. No carro de Carlos, encontramos um problema elétrico que teremos que investigar e resolver até a próxima corrida. Mas a performance está dentro do esperado, o que é sempre um ponto positivo para nos manter firmes”.

Comentários de Cyril Abiteboul, Diretor Geral:
“Após termos tido um excelente nível de confiabilidade nos quatro últimos grandes prêmios, é decepcionante ver dois de nossos monopostos abandonando a prova no mesmo fim de semana. Daniel e Carlos tiveram problemas elétricos e agora vamos verificar detalhadamente o que aconteceu em cada um dos casos. Entretanto, aprendemos várias lições positivas em Silverstone. Os carros da Toro Rosso e da Red Bull evoluíram entre os 10 primeiros em todos os treinos e o ritmo durante a corrida foi extremamente competitivo. É claro que ainda temos muito trabalho a fazer até a etapa da Hungria, mas, graças à confiabilidade, nosso nível de performance aumentou nas últimas corridas. Cabe a nós manter este espírito durante a pausa de três semanas para que nossos quatro carros tenham excelentes resultados em Budapeste. Também é importante destacar que a F1 ofereceu a todos um espetáculo extraordinário. Este é mais um ponto que nos deixa motivados para enfrentar nosso atraso em relação à Mercedes e competir para voltar a ocupar as primeiras fileiras!”